Fazer exercício de máscara faz mal?

Com a liberação da realização de atividades físicas em áreas como orla da praia, no Rio de Janeiro, e até mesmo em academias, em algumas outras cidades do país, essa pergunta se tornou presente no dia a dia de atletas amadores. As máscaras, item indispensável quando é preciso ir à rua, são obrigatórias também na prática diária exercícios, quando realizados fora de casa. Pensando nisso, o médico do esporte Alexandre Carvalho, da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), realizou testes com o acessório na atleta de vôlei de praia Ágatha Bednarczuk Rippel, medalha de prata nas Olimpíadas Rio 2016.

.

This heading 3

EU Atleta  adianta que Carvalho chegou à mesma conclusão de outros médicos: treinar de máscara pode ser desconfortável, mas não prejudica a saúde e é obrigatório em tempos de pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-COV-2). As máscaras criam uma barreira, demandando mais esforço ao respirar, mas reduzindo a chance de contágio. Para usar o acessório corretamente ao se exercitar, é preciso adotar uma série de cuidados. Por isso, com o apoio de Carvalho, do também médico do esporte Páblius Staduto Braga, do cardiologista Nabil Ghorayeb e das pneumologistas Maria Raquel Soares e Tatiana Galvão, desfazemos mitos e explicamos tudo o que você precisa saber sobre o tema.